Apoio ao cliente - 707 234 234
Só Queria Que Me Saísse Dão - Contracanto

Notas

  • Proibida a entrada a menores de 3 anos

Sessões

  • Disponível
  • Indisponível
  • Escolha uma data no calendário

Descrição

SÓ QUERIA QUE ME SAÍSSE DÃO

Lá em Lisboa, no Pátio do Carrascão, o Barbosa é o único beirão, condição que ele tentar disfarçar a todo o custo dos clientes estrangeiros que quer atrair todos dias para a sua casa de fados “Solar do Vinho” e que procuram o que de mais pitoresco e alfacinha Lisboa tem para oferecer. A eles, Barbosa diz que é alfacinha desde pequenino, assim como o vinho que serve no seu estabelecimento, porque, ao turista “a gente diz o que o turista quer ouvir, que é o melhor para o negócio.” Barbosa tenta esquecer todos os dias o lugar que o viu nascer, para poder, enfim,  viver, ali, com os lisboetas e ser aceite como um igual.
Mas lá no pátio, os moradores não se esquecem de lembrar o beirão de onde ele vem e Barbosa perde as estribeiras de cada vez que um deles o provoca. Especialmente, se for o dono da tasca barata do pátio - o Quim Zé Pingas. Para Barbosa, a tasca “Não há 2 sem 3” do Quim Zé Pingas é uma vergonha nacional e afasta os turistas do seu negócio e, por isso, estes dois, não morrem de amores um pelo outro.
Mas o pátio está cheio de histórias e pessoas que podiam ser vizinhas do Vasco Santana ou do António Silva. O Acúrcio tenta manter a paz possível com o seu programa de rádio e jeito apaziguador. A Becas, sua irmã cabeleireira, dá o colorido linguístico aos vizinhos e a Amália - que não quer ser cantadeira de fado, porque prefere a ópera – dá aos vizinhos as notas agudas que eles preferiam não ouvir. Tonito gostava que Tancinha lhe tirasse a gaguez, mas Tancinha só tem olhos para o estudante de Medicina que a quer levar embora, assim que o curso terminar.
Entretanto, entre encontros e desencontros, o pátio já anseia pelo arraial deste ano e pelo sorteio que vai determinar a comissão organizadora das festas. Mas o destino tem hora marcada para fazer das suas e este ano, o arraial vai mudar para sempre o pátio. Tudo por conta do tal vinho do beirão que, afinal, não é de Lisboa, nem carrascão, mas sim, vinho do Dão.
E quando o vinho é Dão… até um pátio alfacinha quer ser beirão!

Promotor

CONTRACANTO ASSOCIAÇÃO CULTURAL