Apoio ao cliente - 707 234 234
Rota Do Dragão Com Joel Cleto

Notas

A compra da Rota do Dragão na cidade garante a inscrição imediata nesta visita.
A compra do pack Rota do Dragão pressupõe a inscrição prévia para a visita ao Museu FC Porto com Joel Cleto. Em alternativa este bilhete pode ser utilizado em visita livre ao Museu.

Descrição

Experiência cultural com historiador Joel Cleto tem calendário fechado para 2017
Rota do Dragão reinventa-se e regressa com versão nocturna  na Visita na Cidade e convidados surpresa no Museu FC Porto
 
A Rota do Dragão, no encalço de várias dezenas de dragões estampados no património cultural cruzado entre as histórias do clube e da cidade, está de volta em 2017 – e com algumas novidades fortes. Na variante de Cidade abre a 18 de maio, Dia Internacional dos Museus, com uma inédita sessão noturna, garantia de uma perspetiva diferente da Invicta. Na versão indoor no Museu Futebol Clube do Porto – a primeira é já a 14 de maio – o extra maior é a presença, em cada edição, de um convidado surpresa, que se junta ao inconfundível Joel Cleto para, no mínimo, enriquecer a narrativa e “reforçar” a informação.
Na Cidade, muitas das referências históricas a dragões são anteriores à existência do clube e perduram em monumentos, estátuas e gradeamentos. Joel Cleto conta-nos onde há dragões na fachada dos Paços do Concelho, no Palácio da Bolsa, no Palácio da Justiça, na Cordoaria, no Coliseu, na fonte dos jardins do Barão Nova Sintra, na Sede dos Fenianos, na estátua ao Infante D. Henrique, na estátua de D. Pedro V, na Batalha; na estátua de D. Pedro IV, na Praça da Liberdade; no busto de Guilherme Gomes Fernandes; no altar onde está depositado o coração de D. Pedro IV, na igreja da Lapa, e até numa das faces da torre da Casa dos 24. 
Desta forma, o Museu FC Porto continua a apostar na Rota do Dragão, instituída desde 2014, para ajudar a “desvendar”, com rigor científico, histórico e (muito) curioso, os dragões que resistiram ao decreto de Salazar de 1940, que obrigou a uma revisão da heráldica, que ostentava referências liberais e monárquicas e que fez desaparecer das armas da Cidade do Porto uma coroa encimada por um dragão que simbolizava a realeza da Casa de Bragança. No interior do Museu os mais de 4.000 metros quadrados de exposição permanente oferecem a Joel Cleto um ângulo distinto de abordagem, mas sempre rico e complementar. 
A experiência cultural urbana, à descoberta de mais de 100 anos de memórias desportivas, sociais e culturais, e que interliga na perfeição a história do Porto/Clube com o Porto/Cidade, terá versões na Cidade nos dias 18 de maio (à noite), 4 de junho, 16 de julho e 1 de outubro; no Museu FC Porto, com convidados surpresa em cada sessão, as visitas igualmente orientadas por Joel Cleto, estão agendadas nos dias 14 de maio, 9 de julho, 17 de setembro e 19 de novembro. Fique atento às notícias, porque os detalhes previstos para cada um dos passeios recheados de saber e portismo (e portuense) vão mesmo surpreender. 

Maio
Dia 18 – Rota do Dragão – Visita na Cidade c/ Joel Cleto
Horário: 21H30
Duração: 2H00

Junho
Dia 04 – Rota do Dragão – Visita na Cidade c/ Joel Cleto
Horário: 10H00
Duração: 2H00

Promotor

PORTO COMERCIAL,SOC.COM,LIC. E SPONZ.SA