Apoio ao cliente - 707 234 234
Quintas Às 7- Sandra Medeiros E Francisco Sassetti

Descrição

Grandes Heroínas da Antiguidade Clássica 
Sandra Medeiros: soprano
Francisco Sassetti: piano

Wolfgang Amadeus Mozart (1756-1791)
Zeffiretti lusinghieri (da ópera Idomeneo, personagem Ilia)
Idol mio se ritroso (da ópera Idomeneo, personagem Electra)
Tutto nel cor vi sento (da ópera Idomeneo, personagem Electra)

Henry Purcell (1659-1695)
Thy hand Belinda…When I am laid (da ópera Dido & Aeneas, personagem Dido)

George Frideric Handel (1685-1759)
Endless pleasure (da ópera Semele, personagem Semele)

Christoph Willibald v. Gluck (1714-1787)
T’inganni… Va coll’amata in seno (da ópera Paride ed Elena, personagem Pallade)
Lo temei…Lo potrò! (da ópera Paride ed Elena, personagem Elena)

Christoph Willibald v. Gluck (1714-1787)
Mais d’ou vient qu’il persiste…Fortune ennemie (da ópera Orfeo ed Euridice, personagem Eurídice)

António Leal Moreira (1758-1819)
Ah! Cangiar non può d’affetto (da ópera Gli Eroi Spartani, personagem Ismene)

Jerónimo Francisco de Lima (1743-1822)
Rabia, furor, dispetto...Dal furor dall'odio accesa (da ópera Teseo, personagem Medea)
 
A ópera nasce num período de grande fervor com os assuntos da antiguidade. Essa antiguidade clássica redescoberta serve de modelo à arquitetura, à pintura e à música. Os temas recorrentes são ora bíblicos, ora mitológicos. Não será pois de estranhar que quando Monteverdi e os seus contemporâneos decidem pôr em prática um novo género, que faz a fusão entre a palavra declamada e a música, elejam os mitos da antiguidade como tema, em particular o mito de Orfeu. De L’Orfeu, de Monteverdi (1607), às óperas de Gluck e de Mozart, são várias as óperas que se inspiram nas histórias da Grécia Antiga. A música abraça assim personagens como Eurídice, Proserpina, Penélope, Alceste, Medeia, Dido, Juno, Efigénia, Clitemnestra, Helena, Atena, Ártemis, Ília e Electra. Estas são apenas algumas das grandes personagens femininas que marcariam o repertório da ópera durante os seus primeiros duzentos anos. Assim, no âmbito de uma temporada dedicada à Grécia, lançámos o desafio à soprano Sandra Medeiros para nos preparar um recital com algumas destas personagens que ela tem levado aos principais palcos de todo o mundo. Um recital que se concentra sobretudo nessa família disfuncional do rei Agamémnon e nessas mulheres de génio que incluem as suas filhas, Efigénia e Electra, a sua mulher Clitemnestra e a sua cunhada, Helena.  

Promotor

Fundação Centro Cultural Belém