Apoio ao cliente - 707 234 234
Os Vizinhos De Cima

Notas

Para adquirir bilhetes de Mobilidade Condicionada por favor contacte as bilheteiras do Teatro Villaret, através do e-mail: 

mobicondicionada@teatrovillaret.com

Sessões

  • Disponível
  • Indisponível
  • Escolha uma data no calendário

Descrição

Ana Brito e Cunha, Fernanda Serrano, Pedro Lima e Rui Melo regressam ao Teatro Villaret, em Lisboa, a partir de 26 de Setembro.

OS VIZINHOS DE CIMA esteve em cena pela primeira vez de Outubro a Dezembro do ano passado, em Lisboa, tendo seguido depois numa pequena digressão pelo país - com passagem por três coliseus do Porto completamente esgotados - num total de 66 apresentações com mais de 30 mil espectadores. 

Regressa agora Lisboa mantendo a promessa de continuar a fazê-lo reflectir sobre as relações a dois, com muitas gargalhadas à mistura, porque, como insinua o próprio autor: Uma boa dose de sentido de humor é absolutamente imprescindível para conseguirmos lidar com as questões do coração. E com a vida no geral, atrevemo-nos a acrescentar. 

"Sem dúvida, uma das maiores e mais ambiciosas aventuras que podemos experimentar é viver em casal. Um grande desafio, cheio de adversidades e obstáculos em que a luta acontece diariamente, as trincheiras são infinitas e o consolo às feridas e arranhões sofridos é muitas vezes escasso e pouco salutar. Mesmo assim, inexplicavelmente homens e mulheres continuam a tentar. Por essa razão, estou convencido de que só com ironia e sentido de humor é possível escrever sobre essa tragédia que nos assombra desde o início dos tempos e da qual não podemos escapar. E o que é que os vizinhos de cima têm a ver com isso? Bem, eles são os culpados por estar a ler estas linhas agora. Há alguns anos atrás um casal mudou-se para o andar por cima do meu - onde vivo com a minha família. Quase de imediato começámos a ouvir ruídos estranhos, a qualquer momento ou hora do dia, sempre acompanhados de uma grande variedade de gemidos. Certamente que para mim, isto foi uma inspiração, e de forma inconsciente, acabou por dar origem ao que seria a minha primeira peça para teatro.” Cesc Gay 
 
Ficha Artística
Texto Cesc Gay Encenação Maria Henrique Tradução Maria João Rocha Afonso Música Original Filipe Melo Cenário e Adereços Rui Filipe Lopes Figurinos Isabel Carmona Desenho de Luz Luís Duarte Produção Força de Produção
Com Ana Brito e Cunha, Fernanda Serrano, Pedro Lima e Rui Melo
 

Promotor

SOMOS FORÇA DE PRODUÇÃO LDA