Apoio ao cliente - 707 234 234
Os Ignorantes

Sessões

  • Disponível
  • Indisponível
  • Escolha uma data no calendário

Descrição

Os Ignorantes” é um espetáculo sobre a ignorância que a pessoa tem de si mesma.
O texto foi inspirado num suposto cordel intitulado “Os Ingnorante”, de suposta autoria de José de Oliveira. Diz o poeta:
“Nós sofre, coitados, da redundância
De s’ignorá e num adnití
Que todos nós vive na ignorância.”
A história é simples: Filho único, criado só pelo pai, é atingido por uma bala perdida disparada do bar em frente à casa onde mora.
O comportamento dos personagens envolvidos neste incidente revela a sua ignorância a respeito das suas mais profundas motivações.
O destino do menino passa a ser determinado pela acção das pessoas ligadas à ele, sem que elas tenham consciência de que as suas atitudes estão subordinadas a regiões das suas personalidades, sobre as quais elas não tem nenhum controle, e nem tão pouco, conhecimento disso.
“Embora é em nós que tudo se passa
Nós mesmos se perde aos nos percebê
Pois nunca atinamo o que nos devassa
Tão perto e tão longe de enlouquecer.”
Ainda que o facto em torno do qual se desenrole a trama seja uma tragédia, a peça é uma comédia leve, no estilo quase de uma comédia picaresca; que antes dá lugar a brincadeira própria do teatro que a pretenções de profundidade intelectual.
“Os Ignorantes” é essencialmente um divertimento para todos, tendo como assunto esta caracteristica do ser humano que é ignorar-se a si mesmo em alguma medida; qual seja: ignorar que se ignora.
  
Ficha Técnica: 
Texto: Pedro Cardoso
Música: Dudu Trentin
Encenação: Pedro Cardoso e Amir Haddad
Figurinos: Giovanna Moretto
Direcção de arte: Gringo Cardia
Design gráfico para Portugal: Zé Pedro Ramos
Fotografia: Nuno Fernandes
Montagem e gravação de luz: Michelle Sancho
Operação de som: Marcelle Souza 
Operação de luz:  Marcelle Souza, Carla Favinha e Maycon Guane
Direção de Produção, Reservas, Comunicação: Pedro de Almeida Ribeiro
Produtor: TIO
 
 

Promotor

PURA COMÉDIA - Com.Prof.Teatro de Oeiras