Apoio ao cliente - 707 234 234
Egmont, Drama Político

Descrição

L. v. Beethoven Concerto para Piano e Orquestra N.º 2, Op. 19
L. v. Beethoven Música da peça teatral Egmont de Goethe, Op. 84 (partes)
 
António Rosado * piano
Pedro Amaral maestro

(*) Artista Associado à Temporada de Música da Metropolitana 2019/2020
 
 
Foi como pianista que o jovem Ludwig van Beethoven primeiro se fez notar em Viena, quando ali se instalou em finais do século XVIII. Adivinhava-se então a hegemonia que o pianoforte, enquanto instrumento solista, veio a ter nas décadas seguintes, abrindo caminho a figuras como Schumann, Chopin, Liszt e tantos outros. Que não se espere, todavia, aparato virtuosístico deste Concerto para Piano N.º 2 – o único dos cinco concertos de Beethoven que António Rosado nunca interpretou em público até hoje. Datado de 1795, nele predominam a sobriedade e a elegância expressiva, mais conformes aos legados de Mozart e de Haydn do que à impetuosidade romântica de composições mais tardias. É esse o caso dos números musicais compostos já em 1810 para integrarem a representação cénica de Egmont. Moldada nas tragédias de Shakespeare, esta peça teatral de Johann Wolfgang von Goethe, escrita em 1788, enaltece os valores da justiça e liberdade do indivíduo diante da opressão despótica. O enredo baseia-se na história do Conde Egmont, guerreiro flamengo que resiste à invasão das tropas espanholas na condição de herói e mártir daqueles ideais.

Promotor

ASS. MÚSICA,EDUC. E CULTURA - O SENTIDO DOS SONS