Apoio ao cliente - 707 234 234
O Distraído

Descrição

O Distraído 
Orquestra Metropolitana de Lisboa
 
 W. A. Mozart Sinfonia N.º 28, KV 200
 W. A. Mozart Concerto para Fagote e Orquestra, KV 191/186e
 J. Haydn Sinfonia N.º 60, Hob.I:60, O Distraído
 
Solista: Lurdes Carneiro (fagote)
Maestro: Evgeny Bushkov
 

Em 1774, Maria Antonieta, Arquiduquesa da Áustria, tornou-se rainha consorte de França e Navarra, na sequência da subida ao trono de seu marido, Luís XVI. À ida para Versailles, levou consigo o seu professor de música, C. W. Gluck., mas deixou para trás um dos contextos musicais mais fascinantes de toda a História da Música. Fazem prova disso as três obras que se juntam neste programa, todas elas compostas nesse mesmo ano de 1774 por dois ilustres compositores austríacos: Haydn e Mozart. A Sinfonia N.º 60, do primeiro, é particularmente curiosa, pois consiste numa suíte composta pelos momentos musicais da representação cénica de uma farsa intitulada O Distraído. Esse propósito teatral é explícito na partitura, que ilustra situações cénicas e o caráter das personagens. Coloca, inclusivamente, a orquestra na condição de personagem, quando os músicos interrompem a dado instante a interpretação para afinarem entre si, como se tivessem esquecido de o fazer antes. Teremos ainda a oportunidade de escutar uma das mais extrovertidas sinfonias de Mozart – a N.º 28, poucas vezes tocada ao vivo – e o único dos seus concertos para fagote que chegou aos nossos dias.

Promotor

Ass. Música,educ. E Cultura - O Sentido Dos Sons