Apoio ao cliente - 707 234 234
Há Fado No Cais - Isabelinha

Notas

Para adquirir bilhetes de mobilidade condicionada por favor contacte as bilheteiras do Centro Cultural de Belém, telefone 21 361 2627 (diariamente das 13H às 20H ou através do email bilheteiraccb@ccb.pt)

Descrição

Na infância de Isabelinha, a música estava em toda a parte. No ballet clássico, que praticou até aos 17 anos, ou em casa, onde todos os dias se ouvia jazz, blues, bossa nova, música erudita e fado. O fado ocupou, desde cedo, um lugar à parte. Uma espécie de bairro imaterial habitado por toda a família: pais, avós, tios-avós, amigos de longa data. Um código postal tocado à guitarra. Um bilhete de identidade escrito a cantar. A certeza de se pertencer a qualquer coisa. A qualquer coisa maior.
Pelas vozes da mãe e da tia-avó, sempre acompanhadas por um qualquer ilustre guitarrista de ocasião, teve o primeiro contato com os mestres do fado: Fernanda Maria, João Ferreira-Rosa, Carlos Ramos, Amália, Maria Teresa de Noronha, Teresa Tarouca, Beatriz da Conceição. Habituou-se a ouvi-los, a aprendê-los, a intui-los sem saber, que viriam a ser, não só a banda sonora da sua infância e adolescência, mas também as grandes influências no seu próprio trajeto pelo fado.
Aos 18 anos, aventurou-se a cantar a canção da família. Está ainda no princípio. Há 8 anos que canta no Clube de Fado, em Lisboa, e tem vindo a criar uma identidade a partir dum enorme património genético e coletivo. Neste concerto, celebra o legado de um nome maior do património fadista: João Ferreira-Rosa.

Promotor

Fundação Centro Cultural Belém