Apoio ao cliente - 707 234 234
Do Barroco Ao Sturm Und Drang

Descrição

DO BARROCO AO STURM UND DRANG
Orquestra Metropolitana de Lisboa

 
    J. C. Bach Sinfonia em Sol Menor, Op. 6/6
    A. Vivaldi Concerto para Fagote, RV 484
    J. C. Bach Concerto para Fagote, W. C82
    W. A. Mozart Sinfonia N.º 25, KV 183
 
Solista: Rui Lopes (fagote)
Maestro: Nicholas Kraemer

«Sturm und Drang» tem como tradução possível «Tempestade e ímpeto» e dá nome a um movimento artístico que despontou nas décadas de 1760 e 1770 nas sociedades germânicas. No âmbito da música, faz a ligação entre a ênfase dramática da música barroca e o despojamento expressivo que veio a florescer mais tarde, no século romântico. Este programa desenha-se na primeira fase desse trajeto. Desde logo com dois concertos para fagote de Vivaldi e de J. C. Bach. São duas sonoridades distintas que ilustram bem a evolução técnica e estilística que se sentiu naquele período. Juntam-se ainda duas sinfonias de dois compositores muito influentes naquele ciclo de transição. Do mesmo J. C. Bach, ouve-se a última das sinfonias Op. 6 compostas depois de se fixar em Londres, em 1762. Por fim, a Sinfonia N.º 25 de Mozart, de 1773, cujo primeiro andamento se popularizou no filme Amadeus de Miloš Forman. A agitação dos ritmos sincopados do início, a ambígua tranquilidade do segundo andamento, um minueto carregado de cromatismos e um final exuberante, são argumentos desta partitura extraordinária.

Promotor

Ass. Música,educ. E Cultura - O Sentido Dos Sons