Apoio ao cliente - 707 234 234
Dia Literário Fernando Namora

Descrição

Dia Literário Fernando Namora
Parceria CCB/Centro Nacional de Cultura
 
Pode dizer-se que Fernando Namora assumiu, ao longo da sua vida, uma atitude baseada na autonomia de pensamento e na liberdade pessoal. Há uma forte componente testemunhal que assenta numa escrita clara e facilmente compreensível, muito preocupada com a experiência vivida e influenciada na dimensão existencial, onde se encontram o eterno mito de Sísifo e a presença do homem inconformado…Compreende-se, assim, a sua afirmação: «A literatura é um processo de libertação e, por conseguinte, aspira à liberdade». O seu ponto de partida é uma recusa dos constrangimentos. Fernando Namora correspondeu, com assinalável coerência, ao entendimento de que a liberdade na literatura constituía um valor inestimável, que obrigou a uma especial atenção à realidade social e humana e a uma exigência crítica capaz de entender a complexidade da compreensão.

Promotor

Fundação Centro Cultural Belém