Apoio ao cliente - 707 234 234
Conferências Da Garagem Pier Paolo Tamburelli

Descrição

PIER PAOLO TAMBURELLI

MARAVILHAS DO MUNDO MODERNO

Em 1721, o arquiteto austríaco Johann Bernhard Fischer von Erlach publicou Entwurff einer historischen Architektur, uma coleção de 86 fólios que pretendia ilustrar a arquitetura dos judeus, egípcios, sírios, persas, gregos, romanos, árabes, turcos, siameses, chineses e japoneses, em conjunto com alguns projetos do autor. O objetivo de Fischer era obter uma Idée generale de la diversité des batiments de lantiquité et de toutes les Nations (Ideia geral da diversidade das construções da antiguidade e de todas as nações). Fischer escolheu os vários edifícios e paisagens incluídos no seu livro em função de dois parâmetros: as obras da coleção são todas monumentos, e são todas reais (ou, pelo menos, era essa a sua convicção). Ao proceder desse modo, Fischer definiu um método possível para o entendimento da arquitetura monumental, simultaneamente realista e comparativo. Implicitamente, Fischer parece sugerir uma crítica aos pressupostos liberais da arquitetura moderna, semelhante à crítica dirigida pelos antropólogos e economistas às interpretações da economia primitiva pelo liberalismo clássico. Estas críticas realistas – bem como os argumentos que podemos encontrar em Architektur, de Adolf Loos, L’architettura della città, de Aldo Rossi, e Delirious New York, de Rem Koolhaas – permitem-nos (re)pensar a arquitetura como algo diretamente imerso na troca linguística e intrinsecamente ligado às cerimónias sociais e religiosas.
 

Promotor

Fundação Centro Cultural Belém