Apoio ao cliente - 707 234 234
Concertos Para Bebés 2019 | Olga Cadaval

Notas

  • Classificação etária: Para todos (Indicado para crianças dos 6 meses aos 3 anos)
  • Bilhete pago a partir: dos 0 anos
  • Duração aproximada: 45 minutos
  • Adulto bebé/ Criança até 3 anos – Almofadas no palco – 15,00 euros
  • Acompanhante/ Adulto Extra/ Criança com + de 3 anos – Cadeira na plateia – 8,00 euros
  • Nota: Aos bebes até 3 anos só será permitida a entrada com bilhetes de almofada.
Programação:

MÊS: 20 de Janeiro
TEMA: FAGOTES IRMÃOS
CONVIDADOS: Pedro Pereira e Gonçalo Pereira
 
MÊS: 17 de Fevereiro
TEMA: A LUÍSA E OS BEBÉS
CONVIDADA: Luísa Sobral
 
MÊS: 17 de Março
TEMA: UMA FAMÍLIA EM CONCERTO
CONVIDADOS: Solistas Musicalmente
 
MÊS: 28 de Abril
TEMA: BARROCOS, ROMÂNTICOS E OUSADOS
CONVIDADOS: Daniel Miguéis (violino) e Rogério Medeiros (violoncelo)

Sessões

  • Disponível
  • Indisponível
  • Escolha uma data no calendário

Descrição

Concertos para Bebés - 2019
Centro Cultural Olga Cadaval - Sintra
Textos: Paulo Lameiro
 
Fotos: Joaquim Dâmaso et al
Ficha Artística:
Alberto Roque – saxofone barítono e ocarina
José Lopes – saxofone alto, soprano e cavaquinho
Pedro Santos – acordeão
Natércia Lameiro – voz e movimento
Isabel Catarino – voz
Paulo Lameiro – voz e direcção
 
MÊS: 20 de Janeiro
TEMA: FAGOTES IRMÃOS
CONVIDADOS: Pedro Pereira e Gonçalo Pereira
Brrrrrr
Brrrrr Brrrrr
Brrrrrr
Os bebés adoram sons graves, como se os colos pudessem ser feitos de som. O Pedro e o Gonçalo também. São irmãos, e tocam os dois um dos mais preciosos instrumentos da orquestra, e de toda a história da música. O Fagote. Imaginem dois metros e meio de um pequeno túnel feito de madeira, e depois duas palhetas também irmãs que nunca se separam. Junta-se depois um outro túnel com 6 metros, bem enroladinho, e nasce um dueto nada provável. Nada provável para os adultos, porque os bebés, esses vão deliciar-se. Para a história, importa lembrar que, há 26 anos, o Pedro e o Gonçalo foram os primeiros alunos do Berço das Artes SAMP, projecto de onde nasceram os Concertos para Bebés.
YEAH!!!!!!
Brrrrrrrrrrrrrrrr
Brrrr Brrrrrrrrr
Brrrr
 
MÊS: 17 de Fevereiro
TEMA: A LUÍSA E OS BEBÉS
CONVIDADA: Luísa Sobral

Mmmmm
Mmmmmmmm
Quando a Luísa canta não são só os bebés que se aninham nas suas canções. A sua voz conta de nós e embala-nos com o carinho de mãe, de todas as mães. E ali nos deleitamos a vê-la de guitarra na mão e bebés que gatinham em seu redor. Procuram-na atraídos pelo seu mundo interior, delicado, intenso e simples. Como só os grandes sabem fazer, a Luísa oferece-nos o melhor e mais precioso da vida em forma de canção, e os bebés percebem isso.
Yábabábabá
Yába Yábabááááá
Mmmmmmm
 
MÊS: 17 de Março
TEMA: UMA FAMÍLIA EM CONCERTO
CONVIDADOS: Solistas Musicalmente
Óóbááá
Biababiababá
Em 2018 celebrámos 20 anos de Concertos para Bebés, porque em 1998 os intérpretes que fizeram a estreia deste projecto haviam acabado de ser pais. Hoje, os bebés cresceram e alguns deles são já solistas convidados desta grande família MUSICALMENTE. Em Março decidimos ficar só em família e relembrar alguns dos maiores êxitos deste clã, com Monteverdi, Bach e Mozart sempre presentes, mas também alguns dos temas dos Naragonia, da música antiga e tradicional portuguesa, e dos improvisos com papás e mamãs.
Olha alííííííí
Yáááám Pá Pámmmm
 
 
MÊS: 28 de Abril
TEMA: BARROCOS, ROMÂNTICOS E OUSADOS
CONVIDADOS: Daniel Miguéis (violino) e Rogério Medeiros (violoncelo)
BááááBach
BábábabáBACH
Como os bebés, abraçam-se os violoncelos e embalam-se os violinos. Neste concerto vamos ouvir os dois como solistas convidados, a solo e em dueto. Os bebés gostam de os ouvir especialmente na música Barroca, os adultos que os trazem quase sempre preferem os temas românticos do século XIX. Mas como o Rogério além de violoncelista é compositor, vamos poder ouvir algumas obras originais do século XXI! Siiiiiiim, aqueles sons mais inesperados e nada (ou muuuuito) românticos que nos deixam a pensar, e que deliciam todos os bebés sem excepção.
Mennnnnnd
Brááááááhhh
Bába
 
MÊS: 19 de Maio
TEMA: QUÂNTICO MA NON TROPPO
CONVIDADO: HUGO CORREIA – multi-instrumentista
ZZzzzZZrr
RRrrrRRrrzz
Quando somos bebés tudo nos interessa e tudo nos importa. Queremos conhecer e ser parte de todo o mundo. Depois crescemos e vamos encontrando os nossos ninhos onde nos acomodamos, cada um a seu jeito. Mas alguns, os eleitos, insatisfeitos com o mundo que encontram, decidem acrescentar-lhe outros mundos. É assim o Hugo, que faz uma música sem nome, do “Lendário homem do Trigo” ao contrabaixo da Orquestra Clássica, da “Guitarra Portuguesa Quântica” ao humor musical mais refinado. E não é que os bebés reconhecem o seu génio virtuoso aos primeiros acordes?!!!
Zibazigazááá
Bómommmm
Lop
 
MÊS: 16 de Junho
TEMA: DOS CAMPOS À FLORESTA
CONVIDADOS: Rodrigo Carreira - Trompa
Blá bláááá
Pápiapapámmm
Ao longe ouvimos os caçadores das histórias, onde há princesas e animais. E depois o som vai-se enrolando, enrolando, enrolando, e de tanto viajar à roda torna-se macio e brilhante. Os bebés gostam de espreitar para aquela grande campânula onde o Rodrigo mete a sua mão, e com ela transforma os sons e as suas cores. Umas muito agudas e penetrantes, outras aveludadas e graves. Nasce ali uma autêntica floresta de encantamentos, por onde gatinham bebés e pais em sua busca.
Párrrám Párrrám
Txhskp Pámmm
 
MÊS: 21 de Julho
TEMA: MARIMBA NA PRAIA
CONVIDADO: Marco Fernandes - multipercussões
Maaaaááááárrrr
Már
Areia, ááááágua. Muita água e baldes coloridos, ancinhos e moinhos. A sombra do guarda-sol nem sempre protege as aventuras de quem quer gatinhar até às ondas. Jogam-se raquetes e ouvem-se conversas mil que o mar guarda para sempre. E de repente uma Marimba. Sim, aquele instrumento que parece um Xilofone muito grande vai à praia, e o António aproveita para tocar. As bolas das raquetes saltam para o instrumento musical e o músico pensa que as vai sacudir como se de uma toalha e areia se tratasse. Vai ser assim. Uma Marimba na praia para brincar com os sons e os bebés.
Zzzzzzzz
Splassschhhhhh
 
MÊS: 22 de Setembro
TEMA: O JAZZ, O JAZZ
CONVIDADO: Mário Laginha - Piano
Bubábap
..Báp...Bubábap
Em Setembro e Outubro chega o Jazz aos Concertos para Bebés. As mães bem sabem o quanto gostam os mais pequenos de bater palminhas, dar aos pés e balançar o corpo ao som da música. O Swing é mesmo o primeiro dos géneros musicais praticado pelos bebés. Nos nossos concertos temos este privilégio de poder ouvir em ambiente de família o Mário Laginha, que ali na nossa frente inventa fugas com baladas, fados com swings, e ainda tem tempo para experimentar um piano a 4, 6 ou 8 mãos com os candidatos a pianistas que lhe sobem pelas pernas acima.
YEAH!!!!!
Budébip
Biiiip.. budêbip
 
MÊS: 18 a 20 de Outubro
TEMA: SONS DE VELUDO
CONVIDADO: Gil Gonçalves - Tuba
Bôôômmmm
Bibôôômmme
Por serem pequeninos, pode parecer que os bebés não se apaixonam por instrumentos musicais de escala adulta. É um doce engano, como doce é o som que o Gil nos serve da sua tuba. Quando ele abraça aquele gorducho rolo brilhante, muito meninos e papás tapam os ouvidos com medo da intensidade que esperam ouvir. E não é que espreita lá de dentro um som de veludo como não se imaginaria!!! É um autêntico elefante de peluche, que o Gil abraça como se fosse ali dormir um soninho tranquilo. Às vezes quando acorda sobressaltada a tuba também canta com uma voz de trovão, mas até dessa tempestade os bebés gostam, porque é sempre um som ternurento.
Vai ser assim neste Outubro.
Pó pó pó
Bóóóóóómmm
 
MÊS: 15 de Dezembro
TEMA: UM CONCERTO DE PAPEL
CONVIDADA: Inesa MARKAVA com Musicalmente
Plimmmm
Plômmmm
Um Natal de papel. Papel para embrulhar e desembrulhar prendas. Papel para pintar. Papel para escrever, e para desenhar ideias. Mas os bebés gostam mesmo é do papel para soar. Papel para fazer sons que se ouvem, se pintam e se comem. A Inesa adora todos estes papéis e as histórias que os habitam. Pisar papel e amarrotar papel, cortar e contar papel, e depois nasce ali como que por magia uma casa de papel, para nela se dançar papel. Pode haver até aviões de papel e com eles viagens para muuuuuuuito longe. Será assim este Natal, de viagem num moinho de papel.
Ôôôôôôôô
Plôôôôôôô

Promotor

MUSICALMENTE UNIPESSOAL,LDA