Apoio ao cliente - 707 234 234
Concerto De Câmara Ii - Jan Wierzba

Descrição

OUT 28 18H
TEATRO NACIONAL DE SÃO CARLOS
SALÃO NOBRE

SINFONIA Nº 32 EM SOL MAIOR, K318
WOLFGANG AMADEUS MOZART

SINFONIA CONCERTANTE EM SI BEMOL MAIOR
JOSEPH HAYDN

SINFONIA Nº 2 EM RÉ MAIOR, OP. 36
LUDWIG VAN BEETHOVEN


solista e direção musical JAN WIERZBA
ORQUESTRA SINFÓNICA PORTUGUESA
maestrina titular JOANA CARNEIRO


A Sinfonia n. º 32 em Sol maior, K318, de Wolfgang Amadeus Mozart (1756–1891), posterior à n.º 31 ‘Paris’, foi escrita em 1779 após a sua desastrosa viagem a esta cidade. Uma vez que está estruturada segundo uma abertura de ópera, muitos estudiosos concluíram que poderia tratar-se da abertura para a ópera "Thamos, Rei do Egito", de 1774, ou ainda para a ópera inacabada "Zaïda" composta seis anos mais tarde.

A Sinfonia Concertante em Si bemol maior de Joseph Haydn (1732 –1809) foi escrita em Londres no início de 1792. O manuscrito pressupõe que terá sido composta apressadamente e que a estreia, muito auspiciosa, ocorreu em março do mesmo ano.

Os quatro andamentos da Sinfonia n.º 2 em Ré maior, op. 36, de Ludwig van Beethoven (1770–1827), foi composta entre 1801 e 1802, numa altura em que a sua surdez se tornava cada vez mais pronunciada. A sinfonia, dedicada ao seu patrono, o príncipe Lichnowsky, foi estreada no Theather and der Wien, em 1803, e dirigida pelo próprio compositor num concerto totalmente preenchido com obras suas, entre as quais a oratória "Cristo no Monte das Oliveiras", hoje raramente apresentada.

Promotor

OPART-ORGANISMO DE PRODUÇÃO ARTISTICA,E.P.E.