Apoio ao cliente - 707 234 234
Cândido Ou O Optimismo, De Voltaire

Notas

CONDIÇÕES DE ACESSO
  • Classificação etária: Maiores de 12 anos
  • Abertura das portas: 21H10
  • Entrada condicionada após o início dos espetáculos
  • Não permitida a entrada de crianças menores de 6 anos
  • Não existe marcação de lugar na sala

Descrição

“CÂNDIDO ou o OPTIMISMO”, de Voltaire
Palácio Marquês de Pombal (Oeiras)
04 de Abril de 2020 (Sábado) – 21H30

Através do seu conto Cândido ou O Optimismo, referido por alguns autores como a «melhor peça de teatro de Voltaire», o autor conduz-nos numa viagem ao interior do seu tempo, entre o cómico, o trágico, a política e o épico, onde somos levados a observar os meandros mais nefandos do comportamento humano no Século das Luzes, repetido e retomado ao longo da escuridão dos tempos, e de hoje. Mas «tudo vai bem no melhor dos mundos».

Para além da riqueza e inesgotabilidade do texto, o conto revela-nos comportamentos, costumes, o pensamento filosófico e factos do período pombalino passíveis de estabelecerem um diálogo vivo com o espaço do Palácio Marquês de Pombal.

A passagem de Cândido por Lisboa na data do terramoto de 1755 constitui um ponto de partida para a relação que se estabelece entre a obra, o seu autor, Carvalho e Melo e o seu tempo na concretização deste espetáculo criado a partir do conto de Voltaire.

Numa sucessão de acontecimentos trágicos, Cândido tropeça na maldade humana a cada passo que enceta, mas em todos eles a arte de Voltaire faz emergir o cómico e provocar o riso. Tragédia ou comédia? O público o dirá.


Produção: Cantiga d´Alba – Associação Cultural

FICHA TÉCNICA E ARTÍSTICA
Adaptação e dramaturgia: Alfredo Pereira Nunes; Cláudio Gomes Pereira; Raquel Alves Coelho
Encenação e direção de atores: Alfredo Pereira Nunes
Assistência de encenação: Cláudio Gomes Pereira
Interpretação: Carlos Braz; Cláudio Gomes Pereira; Gabriela Sousa; Inês Basto; Inês Zaradzay; Miguel Galamba; Miguel Marques.
Cenografia, adereços e figurinos: Sons & Ecos, Lda.
Caracterização e maquilhagem: Catarina Coelho Dourado
Design de som: Anaïs Le Saux
Operação de som:  Anaïs Le Saux e João Carneiro
Coordenação do projeto: Raquel Alves Coelho

Promotor

CÂMARA MUNICIPAL DE OEIRAS