Apoio ao cliente - 707 234 234
Ana Bacalhau

Descrição

Tenho bichos-carapinteiros. Também são carpinteiros, claro, mas, sobretudo, carpinteiros. Após uma década a dar voz às canções da Deolinda, Ana Bacalhau estreou-se a solo com o álbum Nome Próprio em 2017. "Quando era miúda, ouvia os graúdos a apontar-me o excesso de energia e inquietação e, sem perceber nada de carpintaria, convenci-me que o que me diagnosticavam era um caso bicudo de bichos que cara-pintavam. (...) Houve um dia que pediram um palco para si", diz sobre o chamamento de se lançar em novas direcções, de dar voz a novos autores e às suas próprias composições. Nome Próprio foi o tal ponto de partida mas grande, grande é a viagem, diria Fausto. E já este ano deu ao mundo "O Erro Mais Bonito", dueto pop de régua e esquadro com Diogo Piçarra, sem vergonha de verter a lágrima da redenção. "Se não era por aí o meu caminho/Tu foste o meu erro mais bonito", assume. É um refrão, podia ser um lema.

Promotor

TERRAÇO BOÉMIO, LDA.