Apoio ao cliente - 707 234 234
A Flauta No Século Das Luzes

Descrição

A FLAUTA NO SÉCULO DAS LUZES
Orquestra Metropolitana de Lisboa
 
 A. Scarlatti Sinfonia di Concerto Grosso N.º 5 em Ré Menor
 J. S. Bach Suíte Orquestral N.º 2 em Si Menor, BWV 1067
 A. Scarlatti Sinfonia di Concerto Grosso N.º 12 em Dó Menor, La Géniale
 D. Cimarosa Concerto para 2 Flautas em Sol Maior, G.1077
 
Solistas: Nuno Inácio (flauta), Janete Santos (flauta)
Direção Musical: Nuno Inácio
 
No período barroco, os repertórios vocal e instrumental pareciam pertencer a universos antagónicos. Sobretudo em Itália, os compositores dedicavam-se preferencialmente ao primeiro, o que não espelha a popularidade que gozam hoje em dia os concertos venezianos. Na geração anterior à de Vivaldi, Scarlatti compôs centenas de óperas, oratórias e cantatas profanas, e só o êxito das edições póstumas dos Concerti Grossi de Corelli, em finais do século XVII, o terá levado a aventurar-se também neste género em 1715, aos 55 anos de idade. Já Cimarosa, contemporâneo de Mozart, afirmou-se primeiro no domínio da ópera cómica, um estilo que, por sinal, ressoa bastante no Concerto para 2 Flautas composto em 1793, ano seguinte à estreia da sua bem conhecida ópera Il matrimonio segreto. Pelo meio, e sempre em torno do protagonismo da flauta, completa este programa a Suíte Orquestral N.º 2 de J. S. Bach, onde convergem a escola contrapontística germânica, a disciplina orquestral francesa e, naturalmente, esse mesmo lirismo melódico que chegava de Itália. Bem a propósito, todos reconhecemos as derradeiras páginas desta obra.

Promotor

Ass. Música,educ. E Cultura - O Sentido Dos Sons